<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=444528843045353&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

 Tag: EAD

A organização nos estudos é uma das coisas que qualquer pessoa que pretende voltar a estudar, precisa saber. Para dar conta de tudo é preciso uma dose de disciplina, mas algumas ferramentas podem ajudá-lo. Por exemplo, você sabe como fazer um cronograma de estudos?

Independentemente da sua realidade, seja estudar para o vestibular, seja se organizar no ensino a distância, essa organização é o que garantirá o seu sucesso.

Montar um cronograma é essencial para a execução de seu plano de estudo, ele pode ser feito em um caderno, celular ou computador e é um grande facilitador na visualização da rotina e divisão de tempo entre as disciplina.

Continue a leitura e aprenda como fazer o seu cronograma de estudos.

cronograma e celular

Por que usar um cronograma de estudos?

O cronograma de estudos é fundamental para todos os estudantes, mas mais ainda para os alunos que estudam em casa. Se você está tendo dificuldade em gerir o tempo, provavelmente essa falta de organização pode estar prejudicando seu aprendizado.

Essa ferramenta foi desenvolvida com objetivo de organizar o caminho até o seu objetivo. É excelente para entender quais são as prioridades, definir os melhores horários e conciliar os compromissos que já existem em sua rotina, seja com filhos, expedientes e cuidado com a casa.

Como fazer um cronograma de estudos?

Apesar de ser uma ferramenta de extrema importância para o organização dos estudos, o cronograma não demanda de investimento financeiro ou equipamentos para existir.

Fazer o seu cronograma de estudos é bem simples, basta ter em mãos folhas de anotações, caderno ou um programa de planilhas. Acompanhe as dicas abaixo e saiba como montar o seu.

Escolha os locais ideais

O primeiro passo para um planejamento de sucesso é definir onde e quando estudar. Comece definindo um bom local para estudos, não precisa ser uma grande estrutura, mas escolha um espaço bem iluminado, arejado, silencioso e equipado com o indispensável: computador, conexão com internet, apostilas e livros.

O importante é que você esteja confortável e com todos os seus materiais de estudo a disposição.

Nem sempre é possível reservar um quarto da casa para montar um escritório, ainda mais quando se tem filhos, porém a falta de um espaço exclusivo para estudos e concentração não deve ser um impeditivo para você que pretende voltar aos estudos.

Opte por cômodos tranquilos, como quartos, por exemplo. Evite estudar em salas e cozinhas, esses são áreas de circulação e totalmente favoráveis a distrações e outros inconvenientes.

Defina os horários de estudo

Outra dica que vale ouro, é conhecer qual o período mais produtivo do seu dia. Faça testes e identifique qual o melhor momento entre seus horários disponíveis para você estudar em casa, pois tão importante quanto estabelecer períodos fixos de estudo é conhecer em qual período do dia você está mais focado e concentrado. Criar essa rotina contribui diretamente no seu desempenho.

Você pode também se desafiar e criar metas para os estudos, mas atenção, estipule prazos possíveis em seu cronograma. Nos estudos, o que mais importa é o entendimento do conteúdo, não a quantidade de apostilas resolvidas em uma única aula.

Estudar em casa é uma boa opção para quem trabalha, pois é possível planejar a rotina de estudos já considerando as horas destinadas ao expediente, cuidado dos filhos e demais atividades do dia a dia.

agenda e computador

Delimite algumas pausas

Ter uma carga horária pesada, ao contrário do que pode parecer, não é produtivo quando falamos em aprendizagem. Estudar em casa por muitas horas seguidas faz o rendimento cair.

As pausas entram como uma forma de recarregar energias: tomar água, fazer um lanche, ir ao banheiro, brincar com animais de estimação ou qualquer outra atividade que possa durar de 10 a 15 minutos.

Quando for planejar o seu cronograma de estudos, considere o tempo das pausas. Elas são fundamentais para descansar a mente e isso, consequentemente, aumenta a produtividade dos estudos.

A pedido do portal de notícia Terra, o pesquisador Robert Bjork, do departamento de psicologia da University of California, Los Angeles (UCLA), nos Estados Unidos, constatou a partir de estudos que fazer pausas durante os estudos em casa ajuda na memorização do conteúdo a longo prazo.

Intercale as disciplinas

Estudar em casa proporciona liberdade e autonomia ao estudante. E se você pretende fazer parte desse grupo de pessoas que criam a própria rotina de estudos, considere intercalar as disciplinas que serão estudadas no momento de desenvolver o planejamento.

Essa dica propõe a distribuição de conteúdos, também conhecido como rotação de matérias, e consiste basicamente no revezamento do tempo de estudo entre as disciplinas.

Diversifique os assuntos e as disciplinas, pois intercalar disciplinas relacionadas a um mesmo tema no mesmo dia não é o mais indicado, desta forma ao final dos estudos, vai ser como se você tivesse estudado sobre o mesmo assunto o dia todo.

Coloque momentos para revisar tudo que estudou

Quando for montar o seu cronograma de estudos, não se esqueça de acrescentar a revisão de conteúdo. Ela é uma etapa importante nos estudos em casa. Fazer disso um hábito, contribui na atualização e solidificação do conteúdo acumulado.

E a ciência embasa essa ideia. Em 1885 o psicólogo Hermann Ebbinghaus, realizou estudos que mostram o quanto de informação o nosso cérebro consegue reter com o passar do tempo e identificaram o fenômeno conhecido como curva do esquecimento.

O estudo defende que o nosso cérebro retém 100% da conteúdo após uma leitura. Com o passar do tempo, vamos esquecendo o que lemos. De acordo com especialistas, as pessoas tendem esquecer mais nas primeiras horas após a leitura do que ao longo de 30 dias. No final desse período, caso não faça a revisão do conteúdo, o aluno terá uma vaga lembrança sobre ter estudado o assunto.

Assim, revisar um conteúdo dentro de 24 horas após o estudo, melhora a chance de retenção em até 80% e o efeito é cumulativo. Revisões diárias estimulam a sua capacidade de retenção, podendo aumentar para 100%.

Essa técnica é uma grande aliada para quem estuda grandes volumes de conteúdo todos os dias. É possível testar a revisão ao longo de algumas semanas e acompanhar se foi útil ou não para o seu ritmo de estudos.

Como montar um cronograma?

Existem muitas maneiras de montar um bom cronograma de estudos, você pode fazer isso utilizando programas simples de computador ou uma folha de papel em branco e caneta. A seguir, algumas dicas práticas para a criação do cronograma.

Crie uma tabela de dias e horas

Estabeleça um horário para cada disciplina. Nas que você tem mais dificuldade para assimilar, disponha de mais tempo no cronograma.

O Professor Leandro Piccini, mostra de forma muito simples como criar e organizar a própria planilha de estudos. Você pode imprimir o cronograma e dispor no seu ambiente de estudos ou salvar na agenda do celular, por exemplo.

É possível ainda contar com o auxílio de aplicativos e demais ferramentas para organização e gestão dos estudos em casa. Plataformas como o Trello e o aplicativo Aprovado, são excelentes recursos e podem ser encontrados na versão gratuita.

Fique atento e não interrompa o que está fazendo para começar uma nova atividade. Dar conta de várias disciplinas ao mesmo tempo é um grande erro, e a chance de ter um péssimo desempenho em todas as matérias é enorme.

Utilize uma agenda

Conciliar e cumprir os compromissos do dia a dia muitas vezes pode ser um desafio, especialmente quando a rotina inclui estudos. Para não se perder no planejamento, tenha sempre por perto uma agenda. Ela irá ajudar a analisar os compromissos a cumprir do dia, podendo incluir compromissos pessoais.

O aplicativo Agenda do Estudante foi desenvolvido por alunos do Instituto Federal Goiano e oferece uma agenda completa e com foco na organização da vida de quem estuda.

O Google Agenda é outra ferramenta é online, gratuita e perfeita para a sua organização. É possível instalar em qualquer celular, é fácil de mexer e acessar.

Faça no Excel ou à mão

Além de ser um programa usado no mundo todo, o Excel pode ser também um grande aliado em seus estudos. Embora criar planilhas seja relativamente simples, criar algo mais elaborado pode ser mais difícil. Mas, vale a pena aprender, já que conhecimento em Excel é útil em diversas profissões.

As informações contidas na planilha são editáveis a todo momento, caso aconteça algum imprevisto, com poucos cliques você consegue atualizar toda a estratégia.

Mas, se você não quer depender de tecnologias, vale lembrar que para montar um cronograma de estudos não é necessário outras tecnologias além de lápis e papel. Nada impede que seu cronograma seja feito a mão e ajustado sempre que necessário. O importante é não se perder no planejamento e completar suas metas de estudo.

menina estudante 2

Deixe em local de fácil acesso

Não importa se o seu cronograma de estudos foi feito em aplicativos, planilhas, agendas ou a mão. O que vale mesmo é ter ele sempre por perto e com fácil acesso para consultas.

Você pode imprimir e deixar próximo ao espaço destinado aos estudos, é possível também ter as informações guardadas no bolso, dentro do seu celular.

Não dificulte o acesso ao seu cronograma porque pode não parecer, mas com o tempo, a falta de praticidade vai fazer com que seu planejamento não seja cumprido.

O que não fazer ao criar um cronograma de estudos?

Não sobrecarregue

Vale lembrar que é preciso ser compreensivo consigo mesmo e criar um cronograma que de fato atenda as necessidades do seu dia, sem que isso sobrecarregue você.

O esgotamento mental tem ganhado cada vez mais espaço entre jovens e adultos que extrapolam seus limites e adoecem após chegar a exaustão. Fique atento e tome os cuidados necessários para não chegar a esse ponto de cansaço.

Não esqueça das pausas e do lazer

Existe uma técnica conhecida como Pomodoro, criada pelo italiano Francisco Cirillo em 1988, com o objetivo de gerir o tempo de estudo ou trabalho e pausa. O método tem duração de duas horas e é bem simples: realize uma atividade com foco total por 25 minutos, faça uma pausa de 5 minutos e repita isso até completar o ciclo de duas horas. E por fim, como recompensa, descanse por 30 minutos.

Você encontra versões online e gratuitas do Pomodoro, como os sites Pomofocus e Tomato Timer. E também aplicativos como Pomodoro Timer.

Lembre-se de se exercitar e se alimentar bem

Diversas pesquisas mostram que movimentar o corpo, controlar a respiração e fazer da atividade física um hábito, são hábitos que aumentam a concentração e fixação de conteúdos, desenvolve memória e raciocínio lógico, reflexos mais apurados e capacidade de iniciar, produzir e concluir atividades acadêmicas e demais cursos.

Praticar um exercício físico, assim como os estudos, pode ser feito em casa. As redes sociais e demais plataformas democratizaram o acesso a aulas de yoga, dança, treinos funcionais, aeróbicos, entre outros. Você pode escolher uma atividade que goste, ganhar condicionamento físico, controlar ansiedade e ainda otimizar a eficiência nos estudos.

Como seguir o cronograma de estudos?

De nada adianta fazer um cronograma de estudos de sucesso, se não for para segui-lo. Confira algumas dicas para se manter perseverante no caminho ao ensino superior.

Lembre-se que tarefa cumprida gera satisfação

Você chega do trabalho e se prepara para cumprir com os compromissos de seu cronograma. Logo após completar a primeira tarefa, a sensação de dever cumprido é extremamente satisfatória.

Cumprir com o combinado feito com você mesmo, é a maior prova de compromisso com o seu futuro. Não desista e nem se distraia, só você tem o poder de mudar a sua história. Siga o seu planejamento rumo a vitória.

Disciplina é melhor que motivação

Quando se estuda em casa, o compromisso deve ser levado a sério. Faça o seu cronograma de estudos e o mais importante: o siga. A motivação pode fazer você começar, mas é a disciplina que tornará os estudos um hábito saudável e produtivo.

A disciplina, organização e pró- atividade desenvolvida em seus estudos, já é por si só um grande diferencial e isso o destaca dos demais profissionais do mercado de trabalho. Isso tudo comprova que mesmo sem ter ninguém cobrando e fiscalizando as atividades, todos os prazos e compromissos foram entregues.

Estabeleça pequenas recompensas

Para que você não desanime, vale a pena procurar formas de se sentir motivado para ter forças o suficiente e seguir seus objetivos. Considerando isso, se dê pequenas recompensas: pode ser pedir a sua comida preferida ou assistir a um episódio de série ou filme.

Nosso cérebro costuma lidar bem com recompensas. Se ela acontece, é como se nosso esforço fosse validado. Fica a sensação de que valeu a pena. Bateu alguma meta que você estipulou? Pense em uma recompensa, pois você merece.

Com base no que foi apresentado, afirmamos que voltar aos estudos é possível caso tenha organização e disciplina. Existem algumas técnicas com eficiência comprovada que contribuem diretamente no planejamento, organização do espaço físico conforto e demais fatores que estimulam a concentração, foco, memorização, tranquilidade e desempenho. Basta testar as opções e encontrar o formato que mais se adapte a sua rotina.

E se você precisa conciliar a vida familiar com os estudos em casa, acesse nosso blog para mais dicas.

Inscreva-se no nosso Blog

blog ead urcamp

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT