Tag: Cursos

Você já ouviu falar em “Gestão Hospitalar?”

No atual contexto de pandemia, o profissional de Gestão Hospitalar é uma figura fundamental nas instituições de saúde.

Ficou interessado?

Acompanhe a leitura para conhecer o que faz um profissional formado em Gestão Hospitalar, como funciona o curso, quais as principais disciplinas e a média salarial.

Neste artigo, você vai conferir:

O que faz o profissional de Gestão Hospitalar?
Quais são as responsabilidades do profissional de Gestão Hospitalar?
Curso de Gestão Hospitalar: disciplinas
Quanto tempo dura o curso de gestão hospitalar?
Preciso ser formado na área da saúde para fazer Gestão Hospitalar?
Quais são as habilidades e competências necessárias?
Qual é o salário do profissional de Gestão Hospitalar?
Pós-graduação para formados em Gestão Hospitalar
Por que escolher o EAD Urcamp?

Recepção de um hospital

O que faz o profissional de Gestão Hospitalar?

O profissional de Gestão Hospitalar é responsável por manter o funcionamento de instituições ligadas à saúde, incluindo suas instalações, equipe, orçamento e operações.

O Gestor Hospitalar é o responsável por garantir que todos os insumos, equipamentos médicos e instalações estejam em pleno funcionamento para os atendimentos.

Ele também é encarregado de motivar a equipe, aconselhar e dar orientações sobre o ambiente. Assim, é preciso desenvolver habilidades de comunicação e liderança.

Quais são as responsabilidades do profissional de Gestão Hospitalar?

Confira algumas atividades que ficam sob responsabilidade do Gestor Hospitalar:
  • Atuar como elo entre os conselhos diretivos, a equipe médica e os gerentes de departamento;
  • Gerir orçamentos por setor;
  • Traçar metas e acompanhá-las;
  • Supervisionar as finanças: faturamentos, arrecadações e despesas;
  • Conferir contratos de fornecedores;
  • Garantir que todos os espaços e instalações estejam em pleno funcionamento;
  • Cumprir políticas governamentais;
  • Propor soluções e novos procedimentos para melhor atender os pacientes;
  • Solucionar problemas administrativos;
  • Supervisionar cronogramas de trabalho.

Curso de Gestão Hospitalar: disciplinas

O Curso de Gestão Hospitalar, como o próprio nome sugere, interliga conhecimentos da área de administração com a área da saúde.

As disciplinas englobam, ainda, conhecimentos sobre a área de finanças, empreendedorismo, tecnologia em saúde e ética.

Para exemplificar, confira a matriz curricular do curso de Gestão Hospitalar EAD da Urcamp.

1º semestre
Comportamento Humano nas Organizações
Fundamentos da Administração
Tópicos Especiais
Produção Discursiva: Oralidade e Escrita no Ensino Superior

2º semestre
Fundamentos de Contabilidade
Fundamentos de Finanças
Fundamentos de Administração Hospitalar e Saúde
Empreendedorismo

3º semestre
Fundamentos de Gestão de Pessoas
Métodos Quantitativos Estatísticos
Gestão do Composto de Marketing
Tecnologias em Saúde

4º semestre
Gestão Orçamentária
Hotelaria, Hospitalidade e Humanização
Fundamentos de Direito e Estruturação Empresarial
Gestão de Serviços de Saúde

5º semestre
Gestão da Cadeia de Suprimentos em Saúde
Análise das Demonstrações Contábeis
Sustentabilidade e Ética Organizacional
Faturamento e Auditoria em Saúde

6º semestre
Gestão da Tecnologia da Informação
Administração Estratégica

Quanto tempo dura o curso de gestão hospitalar?

Em geral, o curso de Gestão Hospitalar é oferecido na modalidade tecnólogo. A duração mínima é de três anos.

O que é um tecnólogo?

O tecnólogo é um tipo de curso superior voltado para o mercado de trabalho.

Diferentemente do bacharelado, o tecnólogo oferece uma formação bem direcionada, com disciplinas específicas de determinada área de atuação.

Para ingressar em um tecnólogo, o estudante precisa ter certificado de conclusão de Ensino Médio.

Preciso ser formado na área da saúde para fazer Gestão Hospitalar?

Não necessariamente. Você pode optar por ingressar diretamente no curso de Gestão Hospitalar.

Isso porque a formação visa desenvolver pessoas capacitadas para administrar organizações ligadas à área da saúde. É diferente da medicina que lida diretamente com o paciente, prevenindo, diagnosticando, tratando e curando.

No curso, você vai aprender mais sobre as particularidades do Sistema de Saúde Brasileiro, além de ter contato com disciplinas da administração.

Porém, caso você já tenha uma primeira graduação em alguma área da saúde, como medicina, farmácia ou enfermagem, e deseja trabalhar na gestão de instituições, é possível.

Grupo de profissionais da saúde caminhando.

Quais são as habilidades e competências necessárias?

Para atuar em Gestão Hospitalar é preciso desenvolver algumas habilidades. Confira! 

Compreender o Sistema de Saúde do Brasil, suas leis e particularidades:

Primeiro, o profissional precisa entender acerca do funcionamento do Sistema de Saúde Brasileiro.

Aqui, adotamos o modelo do Sistema Único de Saúde (SUS). Através dele, todos os brasileiros possuem o direito de atenção integral à saúde. O SUS pode fazer desde um simples atendimento até processos mais complexos, como um transplante de órgãos.

O Direito ao SUS está instituído na Constituição Federal:

Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

Mas, além disso, há também o atendimento pela iniciativa privada, de forma complementar:

Art. 199. A assistência à saúde é livre à iniciativa privada.
§ 1º As instituições privadas poderão participar de forma complementar do sistema único de saúde, segundo diretrizes deste, mediante contrato de direito público ou convênio, tendo preferência as entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos.

É importante entender o contexto do país. Nos Estados Unidos, por exemplo, não há um sistema de saúde público e universal, como no Brasil.

Compreender o contexto da Unidade de Saúde

Um bom Gestor Hospitalar deve estar em sintonia com o espaço geográfico onde atua e com o contexto.

Por exemplo: Aqui no Rio Grande do Sul, o inverno costuma ser bem rigoroso, podendo chegar a temperaturas negativas. Por consequência, aumenta o número de pessoas procurando atendimento para problemas respiratórios. Assim, as unidades de saúde precisam estar preparadas para essa demanda.

Atualizar-se constantemente

A pandemia do Coronavírus provocou mudanças profundas na sociedade. As Unidades de Saúde tiveram que readequar as suas práticas para melhor atender os pacientes.

No início da pandemia, o uso de máscaras de proteção era recomendado somente para os profissionais da saúde e pessoas já contaminadas.

Com o tempo, pesquisas comprovaram que o uso de máscaras ajudavam a impedir a propagação do vírus. Assim, elas foram recomendadas para a população em geral.

O Gestor Hospitalar deve sempre acompanhar pesquisas e atualizações de práticas para melhor orientar a sua equipe.

Ainda, é preciso ficar por dentro das novidades tecnológicas, como equipamentos mais modernos que otimizam o trabalho de médicos, enfermeiros e os demais profissionais que atendem a população.

Liderar e motivar pessoas

O Gestor Hospitalar vai trabalhar com equipes multidisciplinares de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, fisioterapeutas, entre outros.

Para isso é preciso saber liderar e motivar, reconhecendo as potencialidades de cada um.

Comunicação eficiente

Para transmitir as informações com clareza, é preciso ter excelentes habilidades comunicacionais.

Além de saber falar com assertividade, é preciso ter uma escuta ativa.

O gestor deve levar em consideração as opiniões dos colaboradores e saber administrar todas as sugestões. Ainda, deve ter empatia para escutar a opinião de pacientes.

Capacidade de negociação

Instituições de saúde precisam constantemente de insumos. Sejam eles medicamentos ou materiais de uso geral, como luvas, máscaras, óculos de proteção, agulha e seringas.

Assim, é preciso lidar com fornecedores externos e, para isso, é preciso negociar seguindo os recursos financeiros que a instituição possui.

Visão empreendedora

Uma gestão hospitalar eficiente proporciona uma boa experiência aos pacientes e oferece um ambiente adequado de trabalho aos colaboradores.

Para isso, é preciso ter visão empreendedora e administrar corretamente os processos, assegurando que todos os recursos sejam destinados de forma correta, sem desperdícios.

Tomar decisões rapidamente

A rotina de instituições de saúde é sempre desafiadora. Nenhum dia é igual ao outro.

Assim, o gestor precisa tomar decisões rápidas, de forma coerente, seguindo os princípios do seu local de trabalho.

Qual é o salário do profissional de Gestão Hospitalar?

O salário varia conforme o porte e o tempo de experiência profissional. Conforme o site Educa Mais Brasil, a média salarial para um profissional formado em Gestão Hospitalar é:

Grande Empresa
Trainee: R$ 5.542,93
Júnior: R$ 7.205,81
Pleno: R$ 9.367,55
Sênior: R$ 12.177,82
Master: R$ 15.831,17

Média Empresa
Trainee: R$ 3.695,28
Júnior: R$ 4.803,87
Pleno: R$ 6.245,03
Sênior: R$ 8.118,54
Master: R$ 10.554,10

Pequena Empresa
Trainee: R$ 2.463,52
Júnior: R$ 3.202,58
Pleno: R$ 4.163,35
Sênior: R$ 5.412,36
Master: R$ 7.036,07

Pós-graduação para formados em Gestão Hospitalar

Após concluir a faculdade em Gestão Hospitalar, os profissionais podem fazer uma pós-graduação. Com uma especialização, o currículo fica ainda mais qualificado e as oportunidades de emprego aumentam.

O EAD Urcamp possui um programa de pós-graduação com diversos cursos.

Confira algumas opções que podem ser interessantes ao profissional de Gestão Hospitalar: 

Administração Pública EAD: nessa especialização, o aluno irá desenvolver habilidades de gestão, liderança, administração e grande conhecimento sobre a vida pública.

Análise de Cenários, Marketing e Indústria 4.0 EAD: especialização voltada para a gestão de negócios. Seu objetivo é qualificar profissionais com visão multidisciplinar, para que saibam compreender as informações dos mais diversos cenários do mercado atual.

Coaching e Gestão de Pessoas EAD: o objetivo dessa formação é potencializar a performance de todos os envolvidos no ambiente corporativo e prepará-los para lidar com contratempos da rotina de trabalho.

Gestão da Qualidade EAD: a especialização visa desenvolver habilidades de gestão e liderança de equipes em prol dos bons resultados, por meio de técnicas que englobam ética profissional, responsabilidade e competência.

Gestão de Negócios em Saúde EAD: visa a capacitação do aluno para atuar em organizações de saúde. É uma excelente opção para ampliar a gama de conhecimentos.

Por que escolher o EAD Urcamp?

A Urcamp tem excelência no ensino EAD com nota máxima nas avaliações do Ministério da Educação (MEC).

Os cursos EAD possuem a mesma qualidade de um curso presencial, pois contam com os mesmos professores e exigências.

Além disso, a Urcamp conta a parceria de empresas e organizações para oferecer ao estudante muitas oportunidades de inserção no mercado de trabalho.

Gostou das vantagens? Então, aproveite e se inscreva agora mesmo no curso de Gestão Hospitalar do EAD Urcamp! 

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT